quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Práticas de sexo oral, relatos que dão prazer.

Inquestionavelmente o sexo oral é uma das modalidades de sexo que mais dá prazer. Além disso, comumente não se faz sexo oral com quem não gostamos, ou seja, é meio complicado fingir sexo oral. Pois ele é um compartilhamento mútuo de prazer e confiança, é um ato onde nos doamos e nos entregamos à pessoa a qual gostamos e pela qual sentimos tesão.
Uma mulher pode impressionar um homem ao fazer sexo oral nele, pode ser uma experiência incrível. O que acontece, infelizmente, é que muitas mulheres não dominam bem a prática ou ainda detêm algum preconceito quanto à higiene. É bom lembrar, que em se tratando de pessoais com conciência de limpeza e higiene, os genitais são mais limpos e acumulam, em determinados casos, menos bactérias que a boca.
Abaixo um relato de sexo oral que pode incentivar as mulheres mais inibidas. Aproveitem!
 
"Quando coloco o sexo de Jacques em minha boca, tenho a impressão de que ele se abandona completamente, entrega-se a mim, deixa-se levar pelo meu amor e minha habilidade para conduzir-lo diretamente ao paraíso, diz Sabrina.
Gosto de pegar a piroca dele entre os lábios ainda mole. Fico lambendo a glande e molhando-a com minha saliva, como que marcando o seu relevo e preenchendo os vazios. Enquanto isso, brinco como os seus colhões, faço-os bem de leve e deslizo um dedo úmido entre as coxas de Jacques, subindo lentamente na direção do cu. Ele fica logo excitado, e eu sinto o seu pau endurecendo e chocando-se contra o meu palato. Chupo-o demoradamente, suavemente, apoiando os colhões em meus dedos, para que minha mão e minha boca trabalhem juntas na tarefa de proporcionar-lhe prazer. Em seguida acelero os movimentos e às vezes faço como se estivessse chupando um sorvete de casquinha. Ele geme roucamente, e isso me encoraja a continuar. Passa uma das mãos pelo meus cabelos, em minha cuca, nas costas, enquanto com a outra acaricia os próprios mamilos. Gosto quando ele goza em minha boca e aprecio particularmente o sabor do esperma, suave e picante ao mesmo tempo. Esse licor morno que sinto descer pela garganta é um regalo amoroso. Jacques atinge o orgasmo e eu experimento um gozo excepcional, a felicidade por tê-lo conduzido ao prazer e ter-me embriagado com seu corpo."
 
Fonte:SANTI-LOUP, Margot. Sete segredos para descobri o prazer. Rio de Janeiro:Ediouro, 1999. pp.54-55.     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...