terça-feira, 7 de agosto de 2012

Masturbação a dois. Quando o prazer solitário é compartilhado.

"A primeira vez que meu namorado se masturbou olhando para mim achei muito estranho. Uma sensação até certo ponto meio esquisita, será que ele não se interessa em fazer sexo comigo? Por que não vem aqui e me possui?
Pela terceira vez que isso aconteceu resolvi me masturbar junto como ele. O resultado? Foi perfeito."

A narrativa acima é fictícia, porém muitos casais gostam de praticar a masturbação a dois. Ela acaba sendo uma maneira de sair da rotina e observar o parceiro (a) com olhos de tesão. Masturbar-se olhando para o parceiro (a) é uma maneira de não ficar indiferente diante do tesão que a imagem do corpo do outro (a) nos provoca.
Para Margot Saint-Loup trata-se de um jogo extraordinário no qual o casal torna-se ao mesmo tempo voyeurs e exibicionistas.
O que vale nessa prática é a criatividade, pode-se usar objetos, fantasias, pode finalizar com o sexo em si, pode apenas curtir o tesão e deixar para outro dia o sexo convencional. Ao que tudo indica, tal prática vem fortalecer laços de confiança e tesão entre o casal, promove e desperta, de certa forma, um olhar mais apurado para o parceiro (a) quando este (a) está excitado (a).
Os praticantes dessa modalidade de masturbação só tem elogios a tecer. O tesão agradece.

Referência:
SAINT-LUP, Margot.Sete segredos para descobrir o prazer. [trad. Corina S. Campos] Rio de Janeiro: Ediouro, 1999. 

5 comentários:

  1. Curto mais a masturbação a dois adiando o sexo convencional para outro dia mesmo, isto é, sem rolar nada de penetração e sem oral sem ter que colocar a camisinha. Gosto de ver a mulher se tocando e dando prazer a ela mesma com as próprias mãos e seu corpo contorcendo de tesão. Também gosto de me tocar sendo visto por ela. Claro que é importante haver um envolvimento inicial com carícias em que a regra principal do jogo é os dois se segurarem enquanto brincam nus com responsabilidade. Embora eu prefira que cada um masturbe a si mesmo, vale dar uma mãozinha um para o outro e ela usar algum vibrador ou masturbador para compensar. Assim posso vê-la gemendo de prazer na minha frente em depender de mim para gozar.

    ResponderExcluir
  2. Curto mais a masturbação a dois adiando o sexo convencional para outro dia mesmo, isto é, sem rolar nada de penetração e sem oral sem ter que colocar a camisinha. Gosto de ver a mulher se tocando e dando prazer a ela mesma com as próprias mãos e seu corpo contorcendo de tesão. Também gosto de me tocar sendo visto por ela. Claro que é importante haver um envolvimento inicial com carícias em que a regra principal do jogo é os dois se segurarem enquanto brincam nus com responsabilidade. Embora eu prefira que cada um masturbe a si mesmo, vale dar uma mãozinha um para o outro e ela usar algum vibrador ou masturbador para compensar. Assim posso vê-la gemendo de prazer na minha frente em depender de mim para gozar.

    ResponderExcluir
  3. A história fictícia que contou achei bem picante. Rejeição é o que algumas mulheres sentem se o homem optar por se masturbar em frente a ela podendo ter uma relação convencional ou sexo oral. Outras, porém, acham estranho a atitude do cara, mas, no fundo, estão é cheias de tesão. Se a masturbação do parceiro for associado a uma primeira transa dos dois, ou quem sabe no primeiro encontro, pode então causar ainda mais emoção ao momento.

    Tudo começaria com um afetuoso envolvimento sem faltar beijos e carícias, mas sem revelar verbalmente qual a intenção. Quando a coisa esquentar, ele conduz as mãos dela para junto do clitóris, na expectativa de vê-la começar a se masturbar e ele acompanhar. Se a gata não entender o recado, depois de outros carinhos ele trás a mão dela para junto de seu pênis e inicia com ela uma punhetinha. Quer ela continue ou não, ele pode assumir o comando da masturbação, dar a elas mais uns beijos, afastar-se ficando de frente e, por fim, gozar delirantemente diante de seus olhos que se manteriam fixados no que ele faz. Caso ela manifeste o desejo de transar, ele responderia deste jeito bem instigante:

    "A primeira vez é para se masturbar..."

    ResponderExcluir
  4. A história fictícia que contou achei bem picante. Rejeição é o que algumas mulheres sentem se o homem optar por se masturbar em frente a ela podendo ter uma relação convencional ou sexo oral. Outras, porém, acham estranho a atitude do cara, mas, no fundo, estão é cheias de tesão. Se a masturbação do parceiro for associado a uma primeira transa dos dois, ou quem sabe no primeiro encontro, pode então causar ainda mais emoção ao momento.

    Tudo começaria com um afetuoso envolvimento sem faltar beijos e carícias, mas sem revelar verbalmente qual a intenção. Quando a coisa esquentar, ele conduz as mãos dela para junto do clitóris, na expectativa de vê-la começar a se masturbar e ele acompanhar. Se a gata não entender o recado, depois de outros carinhos ele trás a mão dela para junto de seu pênis e inicia com ela uma punhetinha. Quer ela continue ou não, ele pode assumir o comando da masturbação, dar a elas mais uns beijos, afastar-se ficando de frente e, por fim, gozar delirantemente diante de seus olhos que se manteriam fixados no que ele faz. Caso ela manifeste o desejo de transar, ele responderia deste jeito bem instigante:

    "A primeira vez é para se masturbar..."

    ResponderExcluir
  5. A história fictícia que contou achei bem picante. Rejeição é o que algumas mulheres sentem se o homem optar por se masturbar em frente a ela podendo ter uma relação convencional ou sexo oral. Outras, porém, acham estranho a atitude do cara, mas, no fundo, estão é cheias de tesão. Se a masturbação do parceiro for associado a uma primeira transa dos dois, ou quem sabe no primeiro encontro, pode então causar ainda mais emoção ao momento.

    Tudo começaria com um afetuoso envolvimento sem faltar beijos e carícias, mas sem revelar verbalmente qual a intenção. Quando a coisa esquentar, ele conduz as mãos dela para junto do clitóris, na expectativa de vê-la começar a se masturbar e ele acompanhar. Se a gata não entender o recado, depois de outros carinhos ele trás a mão dela para junto de seu pênis e inicia com ela uma punhetinha. Quer ela continue ou não, ele pode assumir o comando da masturbação, dar a elas mais uns beijos, afastar-se ficando de frente e, por fim, gozar delirantemente diante de seus olhos que se manteriam fixados no que ele faz. Caso ela manifeste o desejo de transar, ele responderia deste jeito bem instigante:

    "A primeira vez é para se masturbar..."

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...