quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Fantasias sexuais - o despertar dos desejos.


Para: Fatima Mourah "A fantasia sexual pode ser entendida como sendo um conjunto de imaginações referentes a sexo que trazem estímulos para o prazer. São representações mentais, em que a pessoa se vê protagonista de situações que a estimulam e despertam os seus desejos mais ardentes." (Vila Mulher)
Entre a maioria da pessoas que compartilham de um pensamento mais liberal quando o assunto é sexo, a fantasia é encarada como essencial na vida sexual do casal.
As variantes sexuais dos indivíduos já não são analisadaos como quadro patológicos pelos sexólogos e psiquiatras. Desde que elas sejam compartilhadas com prazer recíproco, com pessoas que se respeitam e são equilibradas ao ponto de não forçarem nenhuem constragimento, violência ou qualquer tipo de ato que deixa o parceiro(a) desconfortável. Dentro dessas perspectivas, as fantasias são bem-vindas e até necessárias.
Ainda segundo Fatima Mourach (Vila Mulher) :
"Não importa qual seja a sua fantasia, o importante é respeitar seus limites. Se o casal estiver bem sintonizado a fantasia vai funcionar muito bem. Agora se o parceiro ou parceira não concordam, pode ser frustrante. Por isso o casal precisa estar sempre dialogando sobre o que é bom para os dois, inclusive o local para realização da fantasia."
As fantasias, arriscamos em afirmar, são quase infinitas. Normalmente as mulheres preferem aquele onde há uma relação de poder: um chefe, um polícial, um bombeiro, etc. Os homens, ao que parece, são mais aptos a fantasiar professoras, médicas, enfermeiras, colegiais, prostitutas, etc.
Referências:
AZEVEDO, Wilma. Sado Masoquismo sem medo. São Paulo: Iglu, 1998.
Fantasias sexuais. Por: Fatima Mourach In: Vila Mulher.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...