quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Como conquistar uma mulher - a experiência vivida. Parte II.


Se você está conseguindo manter um diálogo com certa frequêcia é um bom sinal. Nunca se apresente a ela desarrumado, mas faça de forma que ela pense que é espontâneo. Tente tocá-la muito sutilmente, mas muito sutilmente mesmo. Ex.: com a ponta do dedo indicador um leve toque no ombro dela para chamar a atenção ou manifestar uma alegria.
Faça-a rir, mas não seja idiota. O bom é manter um meio termo. Você deve se apresentar inteligente, mas não arrogante. Cuidado para não concordar com tudo com que ela fala, soará como fraqueza de seu caráter. Nada como se opor com uma opinião própria de forma cordial e amigável.
Cumprida todas essas etapas é a hora da aproximação definitiva. Nunca perca o olhar dela de foco, olhe-a intensamente. Agora você já pode tecer elogios. Faça-os com cuidado. Procure, nesta etapa, segurá-la pela mão em determinadas situações como descer uma escada, um terreno acidentado, etc.
Num determinado instante, você que deverá perceber, faça um convite para sair. Nada como segurar as duas mãos dela na altura do cintura, olhar bem nos olhos e começar mais ou menos assim: seria muito bom se a gente fosse... não tente impressioná-la de imediato como uma possível capacidade financeira, visto que, como já expus, você não tem. Por outro lado, é recomendável você pagar a primeira conta. Essa hora também é delicada, você deverá conhecê-la o bastante para saber como proceder. Já ocorreu comigo que quando propus pagar a conta soou como ofenda, ela era feminista (creio eu).
Se fosse prolongar me estenderia muito. Lembrem-se - milagres, sorte e acaso são coisas que não podemos contar e no mais, a arte de conquistar é diária, dinâmica e infinita. Boa sorte.
Recomendações.
Leia jornais, aquelas partes dedicadas às mulheres. Isso te ajudará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...